Câncer de próstata é a segunda maior causa de câncer em homens

A cada dia 42 homens morrem em decorrência do câncer de próstata e aproximadamente 3 milhões vivem com a doença, sendo essa, a segunda maior causa de morte por câncer em homens no Brasil. São estimados para este ano 68.220 novos casos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Diante desta realidade o médico urologista, Clélio Zanoni Filho, da Santa Casa de Santa Cruz do Rio Pardo passa algumas orientações ao público masculino.

“Ainda existe muito preconceito, pois se fala apenas do toque retal, mas a saúde do homem em geral deve ser avaliada, o primeiro passo é ele se consultar e a partir disso, o médico fará os exames necessários e apresentará a conduta adequada”,

O mês de novembro é uma oportunidade de conversar com os homens sobre a importância de cuidar da saúde.

A SBU (Sociedade Brasileira de Urologia) recomenda que os homens a partir da puberdade devem procurar um profissional especializado, para avaliação individualizada. O início da avaliação do risco de câncer da próstata começa aos 50 anos e, naqueles da raça negra, obesos mórbidos ou com parentes de primeiro grau com câncer de próstata devem começar aos 45 anos. Os exames deverão ser realizados após uma análise dos fatores de risco pelo urologista e ampla discussão de riscos e potenciais benefícios, em decisão compartilhada com o paciente.

O médico urologista destaca que a sobrevida do homem após a descoberta do câncer aumentou de dez para até 20 anos.

“A prevenção não tem segredo e assim como para outras doenças está em uma alimentação mais saudável, prática de atividades físicas e evitar álcool e cigarro”, frisa o médico urologista.

Os pacientes que necessitarem de atendimento na rede pública de saúde devem procurar a Unidade mais próxima da residência para encaminhamento se necessário ao urologista.